Bruno Covas fecha centros para crianças!

Equipe de redação

Por Gabriel Junqueira

Bruno Covas vai fechar alguns Centros de Crianças e Adolescentes (CCAs) e fazer cortes em pelo menos outros 38! Estes centros, ligados à Secretaria de Assistência Social, têm a função de ser um espaço de convivência e aprendizado aos jovens de 4 a 15 anos depois da escola. Sem estes espaços muitos jovens não terão onde ir, e ficarão à deriva nas ruas, ficando expostos a todos os tipos de más influências.
Os CCAs cumprem papel importantíssimo e insubstituível. Desde os 4 anos até os 15 anos jovens encontram nesses espaços um local para socializarem e aprenderem. Atividades culturais e lúdicas são realizadas, permitindo que os jovens tenham momentos de diversão e socialização. Em várias das unidades são realizados cursos profissionalizantes, capazes de preparar os jovens para o mercado de trabalho.

Além disso muitas mães e pais não têm com quem deixar seus filhos após o período escolar. Com o fechamento de unidades muitos jovens poderão acabar ou em casa desacompanhados, ou ainda nas ruas. Mais que isso: segundo a legislação é ilegal crianças com menos de 16 anos ficarem desacompanhadas. Tirar esse espaço para os jovens ficarem, poderia significar forçar muitas mães e pais a terem que escolher entre quebrar a lei ou desistirem de ter um emprego para poderem cuidar de seus filhos!

Entenda melhor:

É tudo parte do “remanejamento” promovido pelo prefeito Bruno Covas. Sob a desculpa de passar a gestão dos CCAs da Secretaria de Assistência Social para a Secretaria da Educação, o prefeito está “aproveitando” para cortar equipamentos públicos! A decisão de sucatear os centros foi comunicada, dia 20 de agosto , por uma mensagem de Whatsapp. Não houve nem um mínimo de organização para administrar com antecedência como os cortes deveriam ser realizados!

Essa “gestão” além de danosa para a população é também incompetente! Segundo a coordenadora do Fórum de Assistência Social, Regina Santos, as entidades que cuidam dos CCAs estão muito confusas “Estamos buscando diálogo com a secretaria. Não dá para diminuir vagas aleatoriamente” Os administradores e educadores lamentam muito “como eu vou escolher 90 crianças? Vai ser muito cruel!” comenta funcionária de um CCA, informada de que o centro em que trabalha perderia recursos para 90 vagas.

Problemas com os CCAs (e com toda a administração) de São Paulo já são comuns na gestão do Bruno Covas. No CCA de Santo Amaro na zona sul, por exemplo, pais estão fazendo vaquinhas para comprar alimentos para a unidade. Não estão nem dando comida
para as crianças direito! O problema de falta de comida já é comum, também, em escolas e creches! Um total descaso com as crianças e jovens da cidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho