As mentiras de Bolsonaro na ONU!

Entenda porque Bolsonaro é MENTIROSO e ecocida

Hoje, dia 22 de setembro, começou mais uma Assembleia Geral da ONU. Como é tradição no evento, o presidente do Brasil fez o discurso de abertura. O que em outras presidências se mostrou um grande trunfo para o Brasil poder influenciar o mundo com suas perspectivas sobre diversos problemas, este ano foi, infelizmente, um desastre anunciado! 

O discurso de Bolsonaro fez, mais uma vez, o Brasil virar motivo de chacota. Além das já habituais manias de perseguição contra as “instituições internacionais […] que se unem a associações brasileiras, aproveitadoras e impatrióticas, com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil” (sic.), Bolsonaro não economizou mentiras e falácias em seu discurso de abertura. Confira aqui as mentiras de Bolsonaro na ONU!

“Por decisão judicial, todas as medidas de isolamento e restrições de liberdade foram delegadas a cada um dos 27 governadores das unidades da Federação. Ao Presidente, coube o envio de recursos e meios a todo o País.”

 

MENTIRA! Bolsonaro já começa o discurso mentindo sobre a pandemia de Covid! Este Blog possui textos de sobra falando sobre os absurdos do governo Bolsonaro em lidar com a pandemia. Mas aqui vale comentar sobre a decisão da justiça contrária ao ego de Bolsonaro. Na verdade o que o STF decidiu (a contragosto do Bozo) é que os governadores teriam autonomia para declarar lockdown e regras de isolamento. A decisão se deu em um momento em que Bolsonaro tentava vetar decisão de governadores que criavam normas de isolamento social em alguns estados. Mas em momento algum foi dito pelo Supremo que estaria tudo nas mãos dos governadores. Pelo contrário: afirmou que o dever de combater a pandemia deveria ser compartilhado e coordenado entre todas as esferas de poder e gestão brasileiras!

“Somos líderes em conservação de florestas tropicais.”

MENTIRA! Na verdade, segundo estudo feito em 2019 pela Universidade de Maryland o Brasil foi o país que mais perdeu área de florestas! foram 1,3 milhão de hectares de floresta perdidos! O equivalente a 1,8 milhões de campos de futebol! Afirmar que o Brasil é líder de conservação ambiental é uma tremenda cara de pau! Principalmente vindo da boca do Bolsonaro. O presidente retirou verbas do IBAMA e do ICMBio, principais órgãos de fiscalização de desmatamento na Amazônia! Mais que isso, loteou esses órgãos com militares, rompeu acordos e parcerias com lideranças indígenas para o combate a desmatamento e flexibilizou as normas de licenciamento ambiental!

“Nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior. Os incêndios acontecem praticamente, nos mesmos lugares.”

MENTIRA! De fato, a Floresta Amazônica é super úmida. Mas isso não significa que ela não esteja sendo destruída. Os principais destruidores da Floresta Amazônica são ruralistas querendo expandir suas áreas de plantio. Para tacar fogo na floresta o que eles fazem é primeiro arrancar as árvores (com motosserras, tratores etc), depois deixar as árvores secarem ao sol, para enfim tacar fogo em tudo! Ou seja são crimes premeditados, que faz com que o caminho de destruição invada cada vez mais a Floresta Amazônica!

“O caboclo e o índio queimam seus roçados [as florestas] em busca de sua sobrevivência.” (sic.)

ABSURDO! Não têm limites as mentiras de Bolsonaro na ONU! Não é a primeira vez que Bolsonaro tenta responsabilizar os povos nativos pelos incêndios na Amazônia! Esse tipo de mentira ultrapassa os limites da razão. Não apenas os povos nativos não desmatam os biomas brasileiros, como são seus principais protetores! Cerca de 30% das florestas brasileiras são protegidas por povos nativos! A proteção que eles oferecem é barata para a federação, e garante que ruralistas e desmatadores avancem seus rastros de destruição! Ao invés de tentar jogar a culpa neles, uma gestão minimamente decente iria trabalhar junto aos indígenas para proteger cada vez mais áreas de florestas. Mas Bolsonaro já deu o tom de sua gestão poucos meses depois de assumir. Disse em agosto de 2019 que “Enquanto eu for presidente, não tem demarcação de terra indígena”. Tremenda ignorância de um presidente inimigo da conservação ambiental!

“Os focos criminosos são combatidos com rigor e determinação. Mantenho minha política de tolerância zero com o crime ambiental.”

MENTIRA! Desde que foi eleito, Bolsonaro diminuiu o número de autuações ambientais em 34% (menor número em 24 anos)! Ex-funcionários do Ministério do Meio Ambiente, demitidos pelo ministro Ricardo Salles, afirmam que o tom nos órgãos de fiscalização ambiental é de medo constante. Os funcionários são impedidos de fazer os seus trabalhos com medo de serem demitidos! E como se o descaso de Bolsonaro com o meio ambiente não fosse óbvio o bastante, em vídeo vazado de reunião ministerial, o Ricardo Salles admitiu em um show de horrores querer aproveitar a pandemia de Covid-19 para “ir passando a boiada” na Floresta Amazônica! Só dá para falar de “rigor e determinação” do Governo Bolsonaro nos esforços para destruir a Amazônia!

“Juntamente com o Congresso Nacional, buscamos a regularização fundiária, visando identificar os autores desses crimes.”

MENTIRA! Bolsonaro provavelmente se refere a uma medida provisória de sua autoria que regularizou a situação fundiária de latifúndios. Mas o efeito da Medida foi exatamente o oposto ao comentado por Bolsonaro: a medida aumentou o tamanho de propriedades que poderiam ser regularizadas sem vistoria prévia por órgãos governamentais. Ou seja, acabou com a necessidade de muitas propriedades comprovarem que estão seguindo as normas ambientais! Se qualquer coisa essa Medida FACILITOU que ruralistas criminosos desmatassem florestas impunimente! Percebe o absurdo que são as mentiras de Bolsonaro na ONU!

“As grandes queimadas [no Pantanal] são consequências inevitáveis da alta temperatura local, somada ao acúmulo de massa orgânica em decomposição.”

MENTIRA! A principal hipótese da origem dos incêndios no Pantanal é que eles tenham sido causados por ruralistas criminosos donos de latifúndios no Pantanal, como explicado pelo pré-candidato a prefeitura de São Paulo pelo PSOL Guilherme Boulos em suas redes sociais. Na verdade o que temos é o maior número de focos de incêndios no Pantanal na história do Brasil, sendo praticados, provavelmente, por ruralistas com um tácito aval do Governo Federal, demonstrado por sua inação e incompetência em cuidar dos biomas brasileiros!

“E, no primeiro semestre de 2020, apesar da pandemia, verificamos um aumento do ingresso de investimentos, em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso comprova a confiança do mundo em nosso governo.”

MENTIRA! Além de mentir sobre o meio ambiente, Bolsonaro aproveita para também mentir sobre a economia! Na verdade os investimentos no Brasil DIMINUÍRAM 7,3% se comparados ao mesmo período do ano anterior.

Pois é, como podem ver foram muitas as mentiras de Bolsonaro na ONU! E isso foram apenas algumas das mais gritantes! Bolsonaro mentiu, e mentiu muito! Dele não dá pra cofiar em uma só palavra! Fora Bolsonaro!

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira é jornalista, ativista e militante do Partido Socialismo e Liberdade. Atualmente estuda Direito e compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho