Equipe de redação

Por Gabriel Junqueira

Ameaçaram o padre Ticão de morte! Tudo o que ele fez foi debater, em Ermelino Matarazzo, como colocar a palavra de Jesus na prática. Queria conversar sobre como acabar com o ódio, a intolerância e o racismo na sociedade. Como construir um mundo em que homens e mulheres, brancos e negros, jovens e adultos, todos possam viver com paz e dignidade.

Do lado de fora da igreja um grupo protestava contra o encontro. Com terços em suas mãos, gritavam “Salve Roma” em plena zona Leste. Bradavam ameaças em tom ofensivo. Pregavam o ódio e se diziam seguidores de Deus!

O padre Ticão há algum tempo é alvo de ameaças de morte, por defender a tolerância e a piedade como valores cristãos. Defende que todos devemos nos ajudar. E que ninguém deveria ser apedrejado, crucificado, linchado; em vala, estaca ou poste algum. 

O que se tem é a disputa entre duas visões de cristianismo: de um lado alguns que defendem a empatia, a caridade e o amor. Defendem que, assim como Jesus Cristo, todos os fiéis deveriam se ajudar. Praticar o perdão e a solidariedade. Que todos deveriam amar e se amar. Do outro lado estão aqueles que defendem apenas frios dogmas religiosos, doutrinas corrompidas pelo poder opressor e a fria letra da lei. 

Uma minoria barulhenta, pouco afeita aos trabalhos paroquiais cotidianos e ao compromisso com o pobre e o sofredor, resgatam os termos e símbolos da idade média, se julgam santos e salvadores da Igreja e da fé. Pobres almas. Esquecem-se de Francisco – tanto o de Assis como o de Roma.

Aos padres Ticão da zona leste, de São Paulo, do Brasil, da América latina e do mundo. Aos lutadores e sonhadores da civilização do amor e do Reino do moreno de Nazaré deixo o grande ensinamento de Mário Quintana: Todos esses que aí estão. Atravancando meu caminho, eles passarão… Eu passarinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho