O que a prefeitura está escondendo?

Entenda a ligação entre corrupção e falta de transparência

A transparência é a melhor arma contra a corrupção. Todos sabem dos nossos escândalos históricos quando o assunto é desvio do dinheiro público. E sempre, não importa a gestão, quando ocorrem esses escândalos, ocorre, junto, uma tremenda falta de transparência, e descaso com as indagações do povo e das autoridades.  O Bruno Covas parece estar trilhando o caminho dos corruptos, ao impedir que as contratações feitas no combate à Covid-19 possam ser devidamente analisadas pelo povo. Na verdade, sem dar satisfações, o prefeito está desobedecendo à lei de acesso à informação, preferindo declarar estranho sigilo das contratações emergenciais. O que a prefeitura está escondendo?

Praticamente todas as contratações durante a pandemia na cidade de São Paulo estão sob sigilo. Bruno Covas nem quis dar muita explicação do porquê de tanto segredo. Isso já seria péssimo em condições normais, mas nós, ainda, estamos passando por uma crise sem precedentes na história do nosso país. Cada centavo torna-se essencial, não havendo espaço para erros e desvios com o dinheiro público.

A falta de transparência fez Toninho Vespoli lutar para descobrir a verdade

O vereador Toninho Vespoli, indignado com tamanha falta de transparência, questionou a administração sobre porque eles não querem liberar o conteúdo das contratações. Até agora, não houve respostas.

É chocante pensar que, pelo pouco que chegou a ser divulgado, já hajam tantas coisas estranhas e mal explicadas. Por exemplo, uma das contratações diz respeito a leitos hospitalares que serão ministrados pelo Hospital Albert Einstein e pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina). Apesar de de determinar  essas instituições fiquem responsáveis por operar o mesmo número de leitos, a SPDM deverá receber 15 milhões de reais a mais que o hospital Albert Einstein! O povo merece saber: porque tamanha diferença?!

Outra contratação nebulosa diz respeito aos hospitais de campanha, que estão sendo montados nos estádios Pacaembu e Anhembi. Acontece que a empresa contratada para montar esses hospitais, é a mesma encarregada de privatizar o estádio do Pacaembu. Além disso, possui como diretor pessoa próxima da própria administração pública. Ou seja, você tem aí uma mistura de interesses muito clara.

Esses escândalos são apenas aqueles que a gente já sabe. Está na cara que eles não querem que o povo saiba de algo. Mas como as contratações estão sob sigilo, quem dirá mais o que prefeitura está escondendo?

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira é jornalista, ativista e militante do Partido Socialismo e Liberdade. Atualmente estuda Direito e compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para além de combater a Covid, vamos combater o neoliberalismo

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho