As enchentes são um problema público, e deveriam ser resolvidos pela sociedade. Soluções paliativas como piscinões ou drenos, são insuficientes para resolver a crise de enchentes. Algumas cidades, ao redor do mundo, sugerem ideias mais eficientes. E mesmo São Paulo já teve planos de soluções mais estruturais. A verdade, é que quando o assunto é enchentes, nem as chuvas nem os rios são os inimigos.

Soluções ao redor do mundo

A Nørrebro, Copenhague, uma das cidades mais ameaçadas por enchentes do mundo, está com um projeto de troca do concreto utilizados em asfalto e calçadas, por um novo tipo poroso, capaz de permitir a penetração da água das chuvas.

Apesar da tecnologia ter tido um alto custo para ser desenvolvida, a implantação do concreto é relativamente barata. Tecnologia, inspirada na do país nórdico poderia ser implementada nas ruas de São Paulo.

climate_tile_archdaily
Projeto de concreto permeável em Nørrebro, Copenhague

A cidade americana de Hoboken, outra que também enfrenta graves enchentes, está colocando em curso um projeto para combater deslizamentos e desmoronamentos. A cidade montanhosa enfrenta regularmente desmoronamentos, que colocam em risco as vidas, principalmente das populações mais pobres.

Para enfrentar a crise, além de investir em mais áreas verdes e permeáveis, a cidade está implementando um ambicioso projeto para aumentar a resistência das áreas de encostos e morros. Soluções semelhantes poderiam, em conjunto com um robusto investimento em moradias populares, ser implementadas para resguardar as populações das favelas de São Paulo

A cidade de Nova York, é outra que está apostando no aumento da áreas verdes para combater enchentes. A coisa é bem simples: quando uma área é impermeabilizada ela deixa de absorver a água da chuva. Assim, as enchentes se tornam mais comum. Para combater as enchentes é necessário retirar o asfalto de algumas áreas, e substituir por gramados e árvores. De quebra, ao final, ainda se tem lindos parques!

O parque do Tietê: os rios não são os inimigos!

São inúmeros esforços ao redor do mundo para combater as enchentes. Mas talvez alguns questionem que essas soluções não estão adaptadas à realidade de São Paulo. Mas existe um plano bem desenvolvido em São Paulo para combater enchentes e revitalizar as margens do Rio Tietê. E mais: um plano assinado pelo brilhante arquiteto Oscar Niemeyer. 

O plano, que é de 1986, apesar de necessitar atualizações para lidar com os últimos ataques contra os rios em São Paulo, permanece relevante. O projeto, barrado pela a influência de ricos empresários que teriam prédios desapropriados, criaria o parque do Tietê. Seria uma extensão de 18 quilômetros de área verde seguindo a margem do rio, e que permitiriam a absorção de água pela terra. O projeto prevê, ainda, a construção de unidades de moradia popular ao longo do rio, e a criação de um centro cívico, em que os moradores da orla poderiam participar da gestão do parque. 

Em momentos com enchentes tão graves, o projeto tem que ser revisitado. Alguns talvez achem que seria muito caro, mas todo o ano gastamos quase 1 bilhão de reais para projetos paliativos de contenção de enchentes. Isso para não falar dos mais de 13 bilhões de reais que a prefeitura acumulou em caixa (com fins claramente eleitoreiros).

Dinheiro tem. A questão é qual projeto de cidade escolher. Uma cidade de carros, viadutos e asfaltos, ou uma cidade de vida e de pessoas.

Este texto faz parte de uma série sobre as enchentes. Para conhecer sobre como chegamos no extremo em que estamos, leia a parte 1 da matéria.
Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira é jornalista, ativista e militante do Partido Socialismo e Liberdade. Atualmente estuda Direito e compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho