máfia dos transportes

Não há mais como mentir! A culpa do aumento é do PPI

 

Gasolina Postos Combustíveis

Bolsonaro não pode negar que indicou à presidência da Petrobras alguém que se mantem lá agradando os acionista ao custo do desespero dos brasileiros.

Na última quinta-feira (10), a Petrobras anunciou aumento de 24,9% para o diesel; 18,7% para a gasolina; e 16% para o GLP a partir nas suas refinarias. No mesmo dia, motoristas enfileiraram seus automóveis em postos de abastecimento por todo o país para encherem os tanques antes do próximo reajuste. No entanto, a alta dos preços dos combustíveis derivados do petróleo também está atrelada ao aumento do preço de outros serviços e produtos essenciais para qualquer brasileiro, principalmente os mais pobres, como o transporte público. 

Se esse é um dos assuntos mais comentados nos últimos dias no país, as causas e os responsáveis para essa escalada dos valores também é motivo de questionamento. Por que e de quem é a culpa?

A resposta para o preço da gasolina: PPI

Quem paga a conta do golpe? Em outubro de 2016, o presidente Michel Temer (empossado após o desgaste político do governo Dilma e do PT, envolvendo as investigações da Lava-Jato na Petrobras) instituiu que:

“[A Petrobras vai cobrar o] preço lá de fora, mais as despesas de internação. Tudo o que custar para colocar o produto aqui, como se ele não fosse produzido aqui”

Essa fala é do senador Jean Paul Prates (PT-RN), relator de dois projetos que regulam o preço e a tributação sobre os combustíveis, explicando o que significa o Preço de Paridade Internacional.

A explicação para a instituição de uma política tão lesa-pátria é não outra que uma explicação liberal. Uma das maiores estatais de petróleo do mundo, para os liberais, não pode agir conforme sua natureza: pública. Deve obedecer as regras do mercado. 

Não pode retribuir o suor dos trabalhadores e o dinheiro dos contribuintes que mantiveram a empresa, enquanto ela passava a maior parte da sua história em situação deficitária. 

Mas deve repassar as variações do preço internacional e deixar mais competitiva a disputa da gigante já estabelecida com o setor privado.


Os discursos por trás da Petrobrás

Primeiro foi culpa do PT. Mesmo andando de bicicleta até o mercado da esquina, você vai dar de cara com o aumento dos combustíveis. Afinal, os produtos chegam na prateleira de alguma forma, não é?

Não há cortina de fumaça que esconda a ardente inflação impulsionada pelo aumento dos combustíveis. A melhor que o Presidente tem é a cartada argumentativa do “…e o PT, hein?”


Deu para argumentar, por um tempo, que a estatal estava fazendo caixa, já que o dinheiro tinha sido roubado. A operação Lava-Jato tem uma grande responsabilidade na disseminação desse discurso. Mas agora, até os mais conservadores entre os conservadores, como Reinaldo Azevedo, já admitem que a intenção dos Procuradores da Lava-Jato era sujar a imagem da estatal, ao invés de prender criminosos. A relação do Moro com os bolsominions azedou.

Além disso, não dá para esconder: o lucro líquido da estatal foi de R$ 106,6 bilhões, em 2021, 15 vezes superior ao alcançado em 2020. O general Joaquim Silva e Luna, indicado por Bolsonaro, deve embolsar R$ 1,5 milhão em bônus de performance. R$ 13,1 milhões para toda diretoria da empresa.

“A Petrobras demonstra que não tem qualquer sensibilidade com a população. É Petrobras Futebol Clube, o resto que se exploda.”

Foi o que disse Bolsonaro em entrevista neste último final de semana. Ou seja, até o Presidente passou a colocar a culpa na empresa, como se ele não tivesse nada a ver com isso.


Se privatizar melhora? Como, se piorou porque privatizou?! Claro que o governo brasileiro permanece como acionista majoritário da Petrobras (36,75%), mas a empresa perdeu grande parte da sua capacidade de refino com privatizações. Além de ter leiloado, com ofertas muito aquém do esperado, campos de exploração do pré-sal.

Acima de tudo, a política de preços consegue expressar como houve uma privatização, sem haver. A empresa segue uma lógica de empresa privada, sem função estratégica no desenvolvimento econômico nacional, proibida de fazer política pública.

Breno Queiroz

Breno Queiroz

Graduando em jornalismo e estagiário no mandato popular e periférico do professor Toninho Vespoli.

Por Que Bruno Covas Não Merece uma Segunda Chance

Por Que Bruno Covas Não Merece uma Segunda Chance

Saiba porque não podemos deixar covas ganhar em São Paulo!

Contra toda a máquina da direita, Boulos chegou no segundo turno! Agora, com tempo igual de debate e de horário eleitoral, o povo vai logo entender por que Bruno Covas não merece uma segunda chance! O cara parece ter relações um tanto questionáveis com creches corruptas e contratações suspeitas, além de ter deixado de cumprir a maioria de suas promessas de campanha e estar piorando a educação pública e os serviços públicos! Entenda por que você não deve votar no Covas!

Ele desmontou o programa Leve Leite!

Sua gestão reduziu em 71% o número de crianças atendidas pelo Leve Leite! Muitas crianças não tem, literalmente, dinheiro para comprar leite. Desde que Doria foi eleito, o PSDB está diminuindo a prestação do serviço. Covas, depois que Doria abandonou São Paulo, continuou as ações de seu padrinho político. Hoje, em momento de crise econômica e sanitária, manter o bloqueio do Leve Leite às crianças coloca muitas mães e pais em uma situação trágica! Esse tipo de política não merece seu voto de confiança!

Colaborou com a Máfia dos Transportes!

A Máfia dos Transportes é a principal razão para os ônibus em São Paulo serem ruins e caros. Segundo o Ministério Público, os desvios e cartéis da Máfia podem chegar a cerca de 1,8 bilhão de reais do erário público. Bruno Covas entrou em conluio esses caras! Desativou dezenas de linhas de ônibus, e quis aumentar os prazos das licitações com as empresas. Toninho Vespoli tem orgulho de ter lutado contra Covas, ao entrar no MP questionando o aumento dos prazos de licitação. Foi vitorioso, quebrou a cara da Máfia dos Transportes em São Paulo! Com Boulos na prefeitura, Toninho vai poder fazer muito mais, e continuar na luta por um transporte capaz de atender toda a periferia com custos mais justos!

O Vice de Covas bateu na mulher, e é suspeito por desviar dinheiro da merenda escolar

Enquanto o PSOL e Guilherme Boulos têm muito orgulho de apresentar Luiza Erundina, melhor prefeita da história de São Paulo, como vice; o PSDB e Covas tentam esconder o vice deles, Ricardo Nunes. Por isso mesmo fogem de propostas de debate entre candidatos a vice. A razão é porque Ricardo Nunes não tem um décimo da bagagem e caráter de Erundina. Seria trucidado em um debate. O cara foi acusado, em 2011, por agredir a sua esposa! Além disso, a família de Ricardo Nunes recebeu 50 mil reais de creches conveniadas da prefeitura sem fazer licitação!

Bruno Covas é suspeito de corrupção, e chegou a ser RÉU primário!

Muita coisa na administração do Covas cheira estranho. Os 19 bilhões de reais que ele insiste em deixar em caixa, sua proximidade de Ricardo Nunes e da máfia das creches, sua boa relação com a Máfia dos Transportes… Mas ele, ainda, chegou a a ser RÉU em escândalo envolvendo contratações do carnaval em São Paulo! O Ministério Público pediu a condenação de Covas em licitação possivelmente fraudulenta que beneficiou a empresa Dream Factory! Não dá pra confiar em um cara assim!

Não dá pra confiar no Covas!

Os escândalos envolvendo Bruno Covas são muitos (link para postagem no face com 30 razões)! Mas só destes exemplos já deu para entender por que Bruno Covas não merece uma segunda chance! Não dá para confiar em alguém como Bruno Covas! Político fisiológico do PSDB, interessado em beneficiar amigos ricos! Aqui NÃO!

São Paulo não vai deixar.

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira é jornalista, ativista e militante do Partido Socialismo e Liberdade. Atualmente estuda Direito e compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Facebook
Twitter
Facebook
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!
Para além de combater a Covid, vamos combater o neoliberalismo

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho