ricos

Por que a internet não pega na periferia?

por que a internet não pega na periferia?

Entenda como o lobby das empresas de telefone funciona como trava para o sinal nas periferias

Já reparou como o 4G  pega melhor no centro do que na periferia? Já se perguntou por que a internet não pega na periferia? A razão disso é porque faltam antenas de celular. Talvez alguns leitores estejam pensando naquelas mega antenas, prédios imensos com uma “ponta” no topo em formato piramidal. Na verdade, hoje em dia, as antenas são bem menores, e podem, em teoria, ser instaladas com muito mais facilidade. O problema é que um complô entre o lobby de telefonia das operadoras e atores políticos corruptos, somados à cara de pau das empresas de telefonia em quererem descontos em impostos em “troca” de pagar pela infraestrutura, fazem com que as antenas sejam poucas e concentradas em bairros de rico!

Já há décadas que as pressões regulatórias relacionadas às antenas de celular giram em torno das empresas de telefonia. A questão é como dificultar o surgimento de novas concorrentes, enquanto acordam entre si as parcelas de mercado destinadas a cada uma.

Justamente por formarem um oligopólio, elas não querem que mais antenas sejam instaladas! Fazem lobby, em todas as esferas do poder, para dificultar a instalação de mais antenas. por que a internet não pega na periferia? Por que as empresas de celular não querem! Percebe-se a hipocrisia das elites: defendem a “livre concorrência” como regramento máximo para a sociedade, mas apenas enquanto não entrar nos negócios delas!

Oras, se mais empresas pudessem instalar antenas de celular, ficaria fácil para novas empresas menores entrarem no jogo! Por isso a situação é delicada: se, por um lado, a empresa que instalar mais antenas teria vantagem sobre a concorrência, por outro, a única forma de conseguir esta vantagem seria facilitando o surgimento de concorrentes. Até hoje, as empresas preferiram resolver as coisas com base em “acordos”: a Claro, por exemplo, negocia com a Tim o uso de suas próprias antenas, e em troca a Tim, que tem menos antenas, fica quietinha! Mas o equilíbrio de forças é sutil. A chegada do 5G cria uma vantagem muito grande para a empresa que construir novas antenas, mais modernas, capazes de transmitir o novo sinal. Por isso que tem aumentado a pressão para a construção de novas antenas.

Ninguém é santo, no entanto. Os mesmos que agora querem mais antenas, querem que o governo pague pela infraestrutura. Mas não para ser do governo, e sim para ser propriedade das próprias empresas! Defendem isso, em verdade, de forma indireta, pressionando por isenções fiscais “em troca” da instalação de antenas. Argumentam ser infraestrutura de interesse geral. Como se elas não tivessem interesse em criá-las! É incrível como os ricos abraçam os argumentos da “livre iniciativa” e da “concorrência” sempre pela metade: são contra a intervenção do Governo, exceto a que lhes beneficie!

A cara de pau é, ainda, particularmente grande considerando a imensa dívida dessas empresas com o Estado. Segundo CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) feita para investigar as dívidas das empresas de telefonia, apenas as 5 maiores empresas de telefonia (Vivo, Claro, Oi, Tim e Nextel), podem dever à cidade perto de 38 milhões de reais! O suficiente para mais de 63 mil auxílios de 600 reais. São estas as empresas pedindo ajuda do município para construir as antenas!

É preciso, sim, pensar em formas de facilitar a instalação de antenas de celular em São Paulo. Internet não pode ser apenas para bairros ricos! Mas isso tem que ser pensado com malícia. Alguns dos que defendem “menos burocracia” hoje serão os primeiros a defenderem mais barreiras para a instalação se eles se tornarem hegemônicos! Deve haver facilidade para a instalação, mas facilidade para todos, com lobby ou sem lobby.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Covas e Doria querem acabar com SP!

Covas e Doria querem acabar com SP!

Entenda porque Covas e Doria são as piores coisas que já aconteceram para São Paulo!

Doria e Covas são os piores líderes do executivo que São Paulo já teve! Os dois vieram com a onda “hipster” de sair privatizando tudo. Em termos de saúde e educação foram desastrosos, e sempre contra os mais pobres. Não cumpriram promessas de campanha, não fizeram hospitais como prometido, tentaram dar ração humana para o povo de rua, apagaram grafites, estão aliados a corruptos e gente que bate em mulher, se metem com quem está desviando dinheiro de merendas e creches, e agora parecem quererem fingir que São Paulo é São Francisco para enganar o povo na hora dos votos! Covas e Doria querem acabar com SP! O vereador Toninho Vespoli 50650 está desde que eles chegaram na prefeitura denunciando os abusos, e lutando por uma cidade mais democrática, popular e a serviço do povo!

Doria foi eleito com o discurso de ser um “bom gestor”. O filhinho de papai criado em Paris, foi gestor meia boca de revista para ricos, a “Revista Caviar” (não é piada!). Além disso foi lobista em São Paulo. Ou seja, organizava eventos em que chamava banqueiros e bilionários para se encontrarem com políticos de direita! quando virou prefeito, legislou para os mega ricos! Foi logo vendendo equipamento público para amigos do setor privado. O vereador Toninho Vespoli 50650, foi uma das pessoas mais importantes para barrar essas vendas! Enquanto Doria brincava de Monopoly com os bens públicos, foi deixando de cumprir promessas de campanha. Nada de zerar as filas de hospitais, nem de zerar as filas nas creches. Como se não bastasse abandonar o povo pobre, abandonou de vez a prefeitura. Foi concorrer a governador de São Paulo, deixando seu afilhado, o Bruno Covas, no comando da cidade.

Bruno Covas continua legado podre de Doria!

Bruno Covas não foi melhor. Continuou na retórica da privatização acima de tudo. Recentemente conseguiu, apesar de esforços do vereador Toninho 50650, vender a SPTuris, mesmo com ela sendo empresa superavitária! Quando começou a pandemia, então, a prioridade foi beneficiar os bairros ricos. Os dois, o Covas e o Doria, ficaram só na retórica de isolamento social. Porque do jeito que eles fizeram, só quem é rico conseguiu ficar em casa.

Não teve complementação da renda emergencial para informais, não teve política efetiva contra as demissões, e pasmem: durante a pandemia mantiveram hospitais e UBSs nas quebradas fechados! O resultado: Os bairros em que mais morreu gente pela covid são de periferia! É na verdade o projeto tucano de extermínio dos mais pobres o que se revela! Agora Covas se alia com um candidato a vice suspeito de desviar grana de merenda de creche, e acusado de bater em mulher! A verdade é que Covas e Doria querem acabar com SP! A gente consegue melhor que os dois!

O vereador Toninho Vespoli 50650 sempre lutou contra esses absurdos! destinou 2,7 milhões em emendas parlamentares para UBSs na periferia, lutou pela renda emergencial de um salário mínimo para informais, além de ter sido um defensor de um lockdown mais sério e completo durante a fase aguda da pandemia. Conseguu fazer muito, mas muito foi barrado pelo tucanato em São Paulo. Boulos 50 prefeito é a chance que São Paulo tem para virar o jogo, e se ver livre de vez das garras de Doria e Covas. Junto com Toninho Vespoli 50650, Boulos vai colocar a periferia no centro, e garantir que a cidade que nunca dorme seja governada por quem faz ela funcionar: o povo!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!
Para além de combater a Covid, vamos combater o neoliberalismo

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho