servidores públicos

Boulos é Toninho e Toninho é Boulos!

Boulos é Toninho e Toninho é Boulos!

Saiba porque Toninho e Boulos são a escolha para São Paulo virar o jogo!

Boulos está a todo o vapor! É hora da virada! É o candidato do povo, e o candidato que mais cresce! É a chance do povo virar o jogo em São Paulo! Boulos apresenta em seu Plano de Governo uma série de medidas para transformar São Paulo em uma cidade popular e periférica! Toninho Vespoli 50650 tem muito orgulho em contemplar as ideias por trás das maiores propostas de Boulos em sua luta e atuação na Câmara Municipal de São Paulo! Boulos é Toninho e Toninho é Boulos! Checa só o currículo!

O carro chefe da campanha de Guilherme Boulos 50 é a Renda Solidária! O plano é garantir uma renda variável entre 200 e 400 reais para os mais necessitados. Em razão da pandemia Toninho já propôs uma série de Projetos de Lei que garantiriam renda solidária a grupos necessitados. Por exemplo, ele propôs o PL 186/2020, que garantiria renda de 1 salário mínimo para a população vulnerável durante o auge da crise pandêmica. Mas esse tipo de proposta é barrado na Câmara Municipal. A falta de apoio e de base impedem que políticas sociais avancem! É importante reeleger Toninho 50650 nessas eleições. Assim ele será capaz de continuar esse trabalho na luta pela renda básica, junto a Guilherme Boulos e Luiza Erundina!

Hora de virar o jogo em São Paulo!

Educação é outra área em que Boulos e Toninho andam lado a lado! A principal referência para a gestão educativa de Boulos será o grande educador Paulo Freire. O professor e revolucionário que lutou por uma educação crítica, e inclusiva no Brasil! Paulo Freire foi, ainda, secretário da educação de Luiza Erundina, vice de Boulos e melhor prefeita de São Paulo! Toninho faz sua parte na Câmara: tornou Paulo Freire Patrono da Educação de São Paulo! Toninho, também, é um grande lutador pela agricultura orgânica nas merendas escolares! É coautor de lei aprovada que busca tornar as verduras das merendas completamente orgânicas!

E a defesa pela educação não para por aí: Quando João Doria e Bruno Covas foram tentar acabar com o EJA (Educação para Jovens e Adultos), um dos maiores legados de Luiza Erundina, Toninho Vespoli soube rapidamente como agir: acionou o Ministério Público e barrou a extinção do EJA! Boulos ainda propõe valorizar o quadro de apoio da educação pública em São Paulo. Trata-se de categoria bastante negligenciada pelas gestões tucanas. Mas Toninho também está nessa luta! Propôs PL que diminuí para 30 horas a jornada de cargos no ATE. Agora é uma questão de reeleger Toninho e eleger Boulos para que esse PL possa ser aprovado e concretizado!

Tanto Boulos como Toninho tem como proposta fazer a periferia virar centro! Os dois são moradores de periferia, e agem há anos em defesa da descentralização do orçamento para valorizar o povo na tomada de decisões! Toninho, ainda, adiantou proposta de Boulos sobre empreendedorismo periférico, ao propor criação de certificado social para fomentar empresas periféricas! Muito em comum entre essas duas grandes lideranças de periferia! Juntos, os dois irão virar o jogo em São Paulo, para valorizar o povo, com educação de qualidade, e farão a periferia virar centro!

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira

Gabriel Junqueira é jornalista, ativista e militante do Partido Socialismo e Liberdade. Atualmente estuda Direito e compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Os servidores correm risco de perderem seus empregos

Os servidores correm risco de perderem seus empregos

Saiba porque servidores precisam de Toninho Vespoli!

Os servidores correm risco de perderem seus empregos! Somente o vereador Toninho Vespoli 50650, e o futuro prefeito Guilherme Boulos 50 podem impedir o sucateamento do serviço público em São Paulo. Toninho Vespoli 50650 lutou contra o Sampaprev, e conseguiu, ao menos, diminuir a taxa que os servidores pagariam. Também luta pelo reajuste salarial dos Servidores. Graças a uma ação na justiça, feita pelo Toninho junto à ANIS SP, surge um caminho para o reajuste inflacionário dos servidores públicos! Sem Toninho 50650 na Câmara Municipal, não haverá possibilidade de denúncia e mobilização contra os desmontes do serviço público! Covas quer diminuir os ganhos de servidores, e Russomano, aliado do inimigo dos servidores o Jair Bolsonaro, odeia pobres e servidores públicos! Somente Boulos 50 e Toninho Vespoli 50650 serão capazes de barrar tanta cara de pau!

Os últimos anos não foram fáceis para quem é servidor. Em 2018 Bruno Covas aprovou o Sampaprev, a reforma da previdência no município de São Paulo. O que ele queria era aumentar a taxa de contribuição para a aposentadoria de 11% para 19%! Toninho Vespoli chamou os servidores. Junto à AMAASP (sigla) e outros órgãos pela luta dos servidores públicos, conseguiu barrar o Sampaprev na primeira votação. Mas Bruno Covas é ardiloso! Em outubro do mesmo ano colocou de supetão a reforma para votar. Toninho Vespoli chamou a luta, organizou protestos, participou de reuniões e conseguiu, ao menos, diminuir o aumento das taxas: de 19% foi para 14%. Ainda assim foi um confisco. E não deveria ter sido aprovado. Mas sem o vereador Toninho Vespoli 50650 teria sido muito pior!

Contra 0,01% de reajuste!

Toninho Vespoli, também, entrou na justiça questionando o famigerado reajuste de 0,01% dos salários. O caso é complexo, mas o importante é que o processo abriu um caminho para, através de ações judiciais, os servidores possivelmente conseguirem o reajuste inflacionário, desde 2002! Isso só foi possível graças à mobilização e ativismo de Toninho Vespoli ao lado dos servidores públicos!

Mas o caminho trilhado nessas eleições pode por tudo a perder! Bruno Covas e Russomano seguem na frente das pesquisas para prefeito, com Guilherme Boulos 50 em terceito. Bruno Covas todo mundo já está cansado de saber que é contra os servidores. Mas Russomano não fica atrás. É apoiado pelo Bolsonaro, o mesmo presidente que articula o Congresso para votar a PEC 32/2020. Esse projeto de emenda aumentaria o assédio institucional contra os servidores! Além disso Bolsonaro, e seu ministro da economia Paulo Guedes, já se declararam a favor de privatizações, o que acabaria com o serviço público como conhecemos! São esses os caras por trás da campanha de Celso Russomano para prefeito.

Com Boulos 50 prefeito e Toninho 50650 vereador os servidores poderão voltar a ter voz em São Paulo. Os dois são capazes de lutar lado a lado dos servidores públicos, por uma cidade que valorize àqueles que cedem suas vidas e empregos pelo bem estar comum! Por isso é fundamental que os dois sejam eleitos. Do contrário, os servidores correm risco de perderem seus empregos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

PREFEITURA DEIXA AGENTES PÚBLICOS SEM SUPORTE

PREFEITURA DEIXA AGENTES PÚBLICOS SEM SUPORTE

Entenda porque a prefeitura está negligenciando os servidores públicos!

A Prefeitura de São Paulo vem adotando diversas medidas para enfrentar e evitar a disseminação do coronavírus, contudo, demonstra ter esquecido dos principais agentes e atores nessa árdua tarefa, seus agentes públicos.

Por meio do Decreto nº 59.283/2020 o Prefeito Bruno Covas declarou situação de emergência no município, e dentre as medidas, delegou aos Gestores Municipais adotar todas as providências legais visando evitar a exposição dos agentes públicos; delegou aos responsáveis pelos órgãos da administração direta, autarquias e fundações com unidades de atendimento ao público manterem os serviços essenciais; autorizou a reorganização de jornada de trabalho dos servidores, permitindo que os horários de pico do transporte público fossem evitados; suspendeu por 60 dias as férias deferidas ou programadas dos servidores das áreas de saúde, segurança urbana, assistência social e do serviço funerário; e relatou que para caos onde haja a confirmação da infecção pelo coronavírus ou outra doença, o servidor seria licenciado para tratamento da própria saúde.

Ocorre, que em nenhum momento é tratado quais procedimentos devem ser realizados pelos outros agentes públicos, quando ficam cientes de que um companheiro fora contaminado pelo vírus.

E buscando compreender quais procedimentos deveriam ser realizados pelos agentes públicos nesses casos, o Vereador Toninho Vespoli, via Sistema Eletrônico de Informação – SEI nº 6510.2020/0005867-8, questionou o Sr. Secretário de Saúde Edson Aparecido dos Santos, em que além dos esclarecimentos pudessem responder:

Há 10 dias que a Secretaria da Saúde não responde!

1) Se um servidor é positivado para Coranavírus, sendo que ele atuava em uma unidade predial ou escola: a higienização no andar em que o servidor atuava, é suficiente para proteger os demais?
2) O prédio todo deveria higienizado?
3) O prédio deveria ser fechado?

Solicitado os esclarecimentos em 24/03/2020, passados mais de 10 dias, até o momento não recebemos respostas, e identificamos que a Secretaria de Saúde está perdida, uma vez que as questões foram encaminhadas para a Coordenação de Atenção a Saúde, que por sua vez, sugeriu encaminhar a Coordenação de Vigilância em Saúde – COVISA, em virtude de sua competência, e que desde o dia 30/03/2020, deixou o processo parado em um setor da Divisão de Vigilância Epidemiológica, sob sigla NDAT.

Enquanto isso, os agentes públicos que estão atuando em serviços essenciais, já contam com casos de colegas infectados, que são afastados para cuidarem de sua própria saúde, mas nada mais é realizado, além de uma limpeza no local, para desinfecção.

Acreditamos que diante esses fatos, o mínimo a ser realizado seria uma equipe técnica visitar a unidade, bem como, realizar os devidos testes nos demais profissionais, que passam a ter de trabalhar inseguros e com receio de estarem infectando suas famílias, por mais cuidado e higienização que buscam realizar.

Continuaremos aguardando retorno quanto aos questionamentos enviamos, até para que seja possível divulgar entre os agentes públicos quais procedimentos realizarem nessas condições, nos responde Secretário da Saúde Edson Aparecido dos Santos !

Denis Dantas do Carmo

Denis Dantas do Carmo

Denis Dantas do Carmo é Servidor Público e ativista pela AMAASP (Associação Municipal dos AGPPs e Agentes de Apoio de São Paulo). Atualmente compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

aposentados estão ABANDONADOS

Entenda a verdade sobre a falta de reajustes para servidores em São Paulo!

Os aposentados que trabalharam na Prefeitura de São Paulo estão ficando sem meios e condições para superarem a nefasta política salarial de 0,01% implantada desde 2002, e que sucateiam e assolam suas aposentadorias. A verdade é que, em São Paulo, os aposentados estão ABANDONADOS!

Não bastando essa adversidade, ainda precisam aguentar as diversas mentiras divulgadas na grande mídia, inclusive pelo Prefeito e por seus Secretários, de que há um rombo na Previdência Municipal, e essa seria a razão de não aumentarem investimentos em Saúde e Educação, tanto que, sob essa falácia, conseguiram alterar e aumentar de 11% para 14% os descontos previdenciários dos servidores em 2018.

Com políticas públicas que visam propiciar oportunidades de melhorias apenas para os ativos, como Bonificação por Resultados, Cargos em Comissões, Horas Suplementares, dentre outros, e privilegiando carreiras, a cada ano a angústia e a preocupação do aposentado do que fazer aumenta, já que a perda do poder aquisitivo continua, ficando eles, impotentes para reverterem tal situação.











Em 2018, mais uma vez, a correção da aposentadoria ficou em míseros 0,01%!












Aposentadoria deveria garantir uma vida digna!

Em contrapartida, os que estão na ativa hoje, transmitem a sensação de que não estão preocupados com o futuro e essa situação, haja vista, não terem ações efetivas que contribuam para mudar o cenário atual, pensando apenas no presente.

O direito de se aposentar é uma conquista da civilização, um jeito de reconhecer a contribuição de quem já trabalhou demais e liberar essas pessoas para fazerem outras coisas além de garantir a sobrevivência. Abandonar de tal maneira aqueles que por anos serviram a sociedade, demonstra a falta de reflexão de que um dia chegaremos a essa condição, que é tão almejada por muitos, e hoje tão pouco tratada.

A aposentadoria deve ser o momento, em que após anos contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade prospera e harmoniosa, chega o momento de descansar e acompanhar com dignidade as próximas ações, deixando um legado positivo. Mas não é o que acontece.

Percebemos a tendência de ver cada vez mais abandonada essa parte da população que tanto fez para merecer essa justa conquista por parte do atual Governo! E por vezes ver que muitos se sentem como um peso para sua família, ficando a cada dia mais debilitado por conta desse abandono por parte de um poder público que deveria, ao invés de excluí-los, dar parâmetros para que tenham uma justa e amparada velhice.

Denis Dantas do Carmo

Denis Dantas do Carmo

Denis Dantas do Carmo é Servidor Público e ativista pela AMAASP (Associação Municipal dos AGPPs e Agentes de Apoio de São Paulo). Atualmente compõe Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho