transporte escolar

Manifesto dos(as) condutores(as) escolares

Na maior metrópole da América do Sul, o transporte é central no que se refere à vida em suas mais diferentes dimensões e pode facilitar ou atrapalhar a vida da população dos extremos até o centro de cada bairro e de toda a cidade. E o transporte escolar não fica fora disso. A educação em São Paulo mobiliza milhões de estudantes todos os dias e milhares de condutores(as) e monitores(as) escolares que atuam junto com os(as) demais profissionais dentro e fora das escolas para garantir o direito de crianças e adolescentes.

Enfrentando uma pandemia que já vitimou milhares de pessoas em São Paulo, o transporte escolar foi justamente uma das primeiras áreas que parou primeiro e que deve ser a última a voltar a funcionar. Afinal, temos de priorizar o cuidado de estudantes, de nós profissionais e de nossas famílias. O transporte escolar que garante a chegada de alunos e alunas às escolas não pode ser mais um canal de transmissão deste vírus que está vitimando muitos(as) de nossa população.

Neste cenário, a categoria tem sofrido diretamente. Condutores(as) tem deixado a profissão, a ampla maioria tem se endividado para manter o pagamento de monitores(as) e o sustento de todas as famílias envolvidos neste processo. Diante disso, nós somos obrigados a lidar com o desespero da sobrevivência e com o oportunismo de bancos que nos exploram ainda mais com juros abusivos neste momento de crise. E a categoria se pergunta todos os dias: quem poderá ajudar os cerca de 2.500 condutores(as) escolares do Transporte Escolar Gratuito (TEG) da Prefeitura de São Paulo e os cerca de 12.000 condutores(as) escolares privados que atendem tanto escolas públicas quanto escolas privadas.

Algumas das reivindicações urgentes da categoria são:

1- Auxílio mensal emergencial, uma vez que 97% da categoria está sem ganhar nada, desde abril.

2 – Fomento a crédito facilitado já que além de ficarmos sem renda, continuamos pagando pagamento de monitores(as), prestação de vans, acumulando saldo negativo junto a cartões de créditos, aluguéis de casa, etc.

Este recurso precisaria ser na faixa de 0,35% ao mês (Pronampe), com carência no mínimo de 12 meses, uma vez que acumulamos dívidas e sem perspectiva de retorno ao trabalho neste ano de 2020

3 – Separação do Transporte Escolar Gratuito do Transporte Escolar Particular, visto que hoje se estimula a concorrência entre profissionais em detrimento do direito ao sustento.

E o momento pré-eleitoral é decisivo. Precisamos mobilizar em torno de candidaturas que sejam de fato comprometidas com os nossos direitos e com o cuidado com a população.


Propostas elaboradas por grupo de trabalho formado em processo de escuta com a população da cidade feita pelo mandato popular do Professor e Vereador Toninho Vespoli entre os dias 17 e 22 de Agosto de 2020

Informações importante aos tios e tias

A saga anual dos transportadores escolar: Informações importante aos tios e tias

Se tem uma categoria que não tem descanso ao final do ano, é a do transportador escolar; entra ano sai ano,não sabem o que os governos de plantão vão fazer, mudanças, portarias, leis etc; sobretudo em tempos de enorme instabilidade política/econômica que caracterizam os tempos atuais. Nesse período desafiador, resumimos algumas informações importante aos tios e tias

Uma política pública que é fundamental no acesso,presença e continuidade das crianças na escola,contribuindo mesmo para o seu aprendizado;é hoje tratada como algo sem importância devida,irrelevante, podendo mesmo ser suprimida,o que nos parece o desejo dos atuais gestores desta cidade;ao menos com relação ao senhor secretário da educação, Bruno Caetano nós não temos dúvida.

As “maldades” da secretaria de educação parece não ter fim;e atualmente à fazem de forma organizada e orquestrada;contra um projeto(TEG) que é referência em termos de política pública. Basta observarmos a questão das transferências e as quedas das barreiras que estão sendo feitas desde Setembro passado.Foram feitas. Reuniões em todas delegacias de ensino e na maioria das EMEIS e EMEFS pressionando os diretores à derrubarem barreiras e forçarem transferências, tendo como método,a mentira,dados falsos,pressões e ameaças, o resultado disto tudo, e que estamos vivenciando agora ,são um contingente muito grande de crianças sem o transporte escolar e tios e tias desesperados tentando se sustentar na atividade que escolheram como trabalho

E agora? O que Fazer? Para onde caminhar?

Primeiro é importante considerarmos que aqui na Câmara a resistência ao descaso com o TEG é grande,nosso mandato não tem medido esforços para levantar bem alto a bandeira do transporte escolar público e gratuito e assim continuaremos este ano!;a aprovação do orçamento do TEG é uma prova do que estamos falando,bem como o fechamento do CRM no final do ano; onde nossa articulação foi decisiva. o transporte escolar faz parte das nossas ações políticas no dia a dia,ficamos de olho no DTP inspeções,relação com transporte e educação,pagamentos Etc. Etc…









Para que haja mudança, é fundamental unirmos forças na luta pelo TEG!











Mas é urgente que consigamos pôr um fim à toda essa instabilidade por que passam tios e tias de uma vez por todas.Fazer valer a lei e garantir a estabilidade/permanência do transporte escolar com regras claras e precisas garantindo um transporte escolar público,gratuito e de qualidade para as crianças e pagamento justo para os transportadores.

Assim caminhamos para tomar algumas decisões que é fundamental que a categoria tome conhecimento,apoie e participe

Como participar? Informações importante aos tios e tias:

Vamos lá:

  • Participação em todas as reuniões da comissão de transporte e educação que ocorrem semanalmente na câmara.
  • Levar ao plenário da Câmara regularmente assuntos relacionados ao transporte escolar
  • Construção no gabinete,de uma “Central”,com telefone e acesso à internet onde tios e tias possam reclamar/frequentar sobre os problemas do cotidiano do trabalho
  • Colocar urgente em votação o substitutivo de nossa autoria que reduz a quilometragem para 1500 metros e redefine as regras de transferências.
  • Construção da frente parlamentar em defesa do transportador escolar na Câmara municipal e na Assembleia Legislativa.
  • Construção do Fórum Permanente das Cooperativas Escolares com calendário mensal na Câmara
  • Informar quinzenalmente via redes sociais tudo o que está acontecendo que interesse à categoria
  • Informar que somos o único gabinete que colocamos um companheiro à disposição integral da categoria. Francisco Barciela (Chicão) telefone 99581-8543/ 96769-2563

Por fim o mais importante de tudo. A união de todos, sem isto não conquistaremos nada; se olharmos para trás vamos ver que nossos melhores resultados foram frutos de grandes manifestações/mobilizações. Derrotamos Russomano e suas ideia de girico com relação às cadeirinhas; ocupamos a secretaria de educação e colocamos um fim ao sorteio/loteria do Doria,arrancamos vários aumentos no governo do Haddad tranquilão. Não é pouco o que fizemos em um curto espaço de tempo;fazendo com que a categoria fosse conhecida e respeitada; portanto não duvidem do que este milhares de tios e tias são capazes.

Francisco Barciela

Francisco Barciela

Francisco Barciela é membro de cooperativa de transporte escolar, agrônomo e ativista do Mandato Popular do Professor Vereador Toninho Vespoli

Facebook
Twitter
LinkedIn

Um mandato popular!

Conheça mais sobre o que nos move!
Para além de combater a Covid, vamos combater o neoliberalismo

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho