via rápida

Tutorial do Auxílio Subversivo

Auxílio Emergencial

Apresentação

Para oferecer assistência social a centenas de cidadãos, alguns programas governamentais propiciam auxílio financeiro de variados tipos, buscando complementar ou estabelecer uma renda mínima a parcela da população que mais necessita.

Este tutorial irá explicar de forma detalhada quais são os programas de assistência social que existem atualmente na cidade de São Paulo. Mas, importante: é preciso ter noção de que esses programas são para reforma do sistema vigente. São apenas migalhas, o mínimo para manter os trabalhadores vivos e operantes. Recomendamos o uso subversivo dos auxílios. Ou seja, fazer uso deles para todas as ações que visam a transformação do sistema que os criou.

Compartilhe essa matéria pelo Whatsapp

Índice

Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil é um programa criado pelo Governo Federal, em substituição ao antigo programa de assistência social e financeira Bolsa Família. Criado em 2020, o programa, na época “Auxílio Emergencial”, foi uma medida de emergência para assistir a famílias em meio a pandemia de covid-19, e estendeu-se em substituição ao Bolsa Família.

No entanto, o Auxílio Brasil já foi alvo de muitas críticas e pagamentos irregulares, assim como uma parcela da população que precisava da assistência, não a recebeu, por problemas cadastrais nas instâncias de registro de dados do Governo ou outros impasses.

Quem pode receber?

  • Famílias extremamente pobres: com renda familiar mensal per capita de até R$ 105, mesmo que não tenham gestantes, crianças ou adolescentes na família;
  • Famílias pobres: com renda familiar mensal por pessoa entre R$ 105,01 e R$ 210 que tenham gestantes, crianças ou adolescentes.

Como receber o auxílio?

  • Já tem cadastro no CadÚnico? Confirme pelo site do Ministério da Cidadania ou pelo aplicativo. 
    • Se ainda não tem, veja as condições para se cadastrar:
      • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550);
      • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
      • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
      • Pessoas que moram sozinhas – constituem as chamadas famílias unipessoais;
      • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.
    • Procure um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em um posto de atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família;
      • Veja a lista de unidades para localizar o CRAS mais perto;
      • O funcionamento das unidades acontece de segunda à sexta-feira, das 8 às 18 horas;
      • Ligue na unidade para confirmar se o serviço de cadastro está funcionando, consultar os documentos necessários e agende um horário para entrevista.
  • Atualização cadastral: mesmo tendo seus dados no CadÚnico, é recomendado que o beneficiário faça atualizações a cada dois anos, independente se houve alteração nos dados;
    • O procedimento pode ser feito através do CRAS ou postos de atendimento.
  • Com inscrição no CadÚnico, é possível entrar na fila para receber o auxílio. Não há garantia de aprovação imediata, já que o programa está vinculado ao tamanho do orçamento do governo;
    • Os aprovados recebem uma carta de confirmação em casa, mas é possível consultar o andamento da fila pelo atendimento da Caixa Econômica Federal:
      • Ligue no 0800 726 02 07, tecle a opção 3 (Auxílio Brasil e demais programas), em seguida a opção 4;
      • Ou baixe o aplicativo do programa para Android ou iOS (siga os link oficiais para evitar fraudes).
    • Outra alternativa é consultar uma unidade do CRAS para se informar sobre a condição da fila.

 Qual o valor do auxílio?

  • O valor do Auxílio Brasil é variável conforme a composição de cada família, sendo o valor mínimo de R$ 400.
  • Benefício Primeira Infância (BPI): pago por criança, no valor de R$ 130, para famílias que possuam em sua composição crianças com idade entre zero e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar (BCF): pago por pessoa, no valor de R$ 65, para famílias que possuam em sua composição gestantes e/ou pessoas com idade entre de três e 21 anos incompletos;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza (BSP): o valor do benefício é calculado caso a caso. Sua família recebe o valor necessário para superar o critério de extrema pobreza equivalente a R$ 100 mensais por pessoa.
  • Existem ainda os benefícios complementares, com parcelas únicas que chegam a R$ 1000:
  • Auxílio Esporte Escolar: R$ 100 + parcela única de R$ 1.000;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: R$ 100 + parcela única de R$ 1.000;
  • Auxílio Criança Cidadã: R$ 200 (turno parcial) e R$ 300 (turno integral);
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: R$ 200 por família;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: R$ 200 por família.
  • Para saber quando serão pagos os valores, consulte aqui o calendário oficial do Auxílio Brasil 2022.

Bolsa do Povo

O Bolsa do Povo elaborado pelo governo Doria surgiu no contexto da pandemia para competir politicamente com os auxílios do governo Federal. Mesmo com pouco tempo de funcionamento, o Bolsa do Povo já é alvo de muitas reclamações.

Beneficiários denunciam pagamentos atrasados, sem poder contar com apoio online, já que o site para fazer reclamações sofre instabilidades, que inclusive foram admitidas pelo governo.

Sob um orçamento de R$ 1 bilhão para atender todo o estado de São Paulo, o projeto unifica programas já existentes como o Renda Cidadã e o Auxílio Moradia.

Ação jovem

Quem pode receber?

  • Jovens na faixa etária de 15 a 24 anos com renda mensal familiar per capita de até meio salário-mínimo nacional, prioritariamente até ¼ do salário-mínimo (com registro no CadÚnico).

Como receber o auxílio?

  • A família precisa procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua moradia;
  • Ou entrar em contato com a Central de Atendimento -156 (ligação é gratuita atendendo 24 horas todos os dias).

Qual o valor do auxílio?

  • R$ 100 por jovem/mês.

Bolsa Talento Esportivo

Quem pode receber?

  • Apoio financeiro a atletas em vários níveis de excelência, praticantes de qualquer modalidade esportiva.

Como receber o auxílio?

  • Os pretendentes devem preencher o formulário de inscrição e seguir suas instruções.
    • Os pedidos são avaliados por uma Comissão de Análise designada pelo Secretário de Esportes.

Qual o valor do auxílio?

  • Os valores variam de R$ 415 a R$ 2.490 mensais, de acordo com a idade e categoria de cada esportista beneficiado;
  • As diferenças de valores dentro de uma categoria é definida por mérito esportivo e tempo dentro do programa.
    • Consulte a tabela com os valores por categoria.

Renda Cidadã

Quem pode receber?

  • Com registro no CadÚnico, é necessário que a renda mensal por pessoa da família seja de até meio salário mínimo.

Como receber o auxílio?

  • A família precisa procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua moradia.

Qual o valor do auxílio?

  • R$ 80 mensais pagos por meio de um cartão do programa via Banco do Brasil.

Via Rápida

Quem pode receber?

  • Jovens e adultos a partir de 16 anos;
  • Estar domiciliado no Estado de São Paulo;
  • Ser alfabetizado;
  • Estar desempregado;
  • Satisfazer, conforme o caso, requisitos de escolaridade mínima ou condição especial fixados para determinado curso.

Como receber o auxílio?

  • Consulte no site, clicando em “Inscreva-se nos cursos com bolsa-auxílio”
    • A partir desta aba, basta escolher qual seu município e saber quais cursos são ofertados;  

Qual o valor do auxílio?

  • lsa única de R$ 210. O auxílio será disponibilizado aos alunos que cumpram os requisitos e que tenham frequentado os primeiros 10 dias de aula.

Vale Gás

Quem pode receber?

  • Famílias que não recebem o Bolsa Família, com renda familiar per capita de até R$ 178.

Como receber o auxílio?

  • As famílias precisam estar com os dados ativos e atualizados no CadÚnico pelos últimos 24 meses.
  • Famílias elegíveis poderão sacar o auxílio em caixas eletrônicos do Banco do Brasil, Banco 24Horas ou correspondentes bancários, por meio do protocolo e senha que serão disponibilizados no site do Programa Bolsa do Povo.

Qual o valor do auxílio?

  • O benefício terá um valor total de R$ 300, dividido em três parcelas de R$ 100.
Para além de combater a Covid, vamos combater o neoliberalismo

Faça parte da nossa rede

Quer ser um embaixador virutual e ajudar a educacão salvar vidas na cidade?
Venha conosco, inscreva-se e ajude a espalhar a campanha do Professor Toninho